ERA UMA VEZ UM BATIZADO! FRANCISCA


Todos os batizados trazem novos desafios.
Quando fotografamos crianças tudo se reveste de descoberta e imprevisibilidade, mas também de magia.

Conhecemos esta família de quatro no dia do batizado da pequena Francisca e, mesmo só conhecendo, na altura, este capítulo, esta foi uma história cujo livro não queríamos parar de ler.
Sabemos o esforço e a dedicação para que tudo corresse bem, ainda que tudo fosse planeado do outro lado do mundo.
E tudo correu bem!
Mas outros capítulos estavam para vir… capítulos que ficam para outra altura! Hoje é dia de batizado aqui no blog!

Encontrámos a Sé de braços abertos aos magotes de turistas, mas conseguimos, entre eles, encontrar o nosso lugar para fotografar o momento, de corpo e alma, sem pressas, sem dar importância a tantos olhares curiosos que tentavam ver mais além.
E que melhor lugar escolher do que este símbolo, esta referência tão forte da nossa bonita cidade?
Ainda mal Agosto tinha começado e tudo levava a crer que talvez se tornasse um lugar difícil pela afluência de turistas na cidade nesta altura do ano, mas a verdade é que tudo se encaminhou para um momento único e o corrupio, o burburinho, o entra-e-sai até acabou por dar mais energia e agitação à nossa história, o tal quê de imprevisibilidade que desta vez não nos foi proporcionado pelas traquinices do batizando.

A Francisca portou-se tão bem, indiferente à agitação típica do dia. Cirandou de colo em colo, recebeu cada carinho, reconfortou-se no colo da mãe ou do pai e esteve sempre serena.
E depois o Páteo Alfacinha, para onde seguimos logo após e que acabou por nos dar a ideia de estarmos fora do centro da cidade. O pátio interior, que nos rouba à dimensão e à confusão da grande cidade, acabou por ser o lugar ideal para acolher esta comemoração e abraçar esta história.
Dá para resistir aos detalhes deste espaço?

Foi um dia especial e quente de verão.
Foi o dia em que conhecemos uma família e uma história a que ficámos rendidos.
Foi um dia que deixou saudades e que hoje recordamos, assim:

8 de Março de 2017

Comment