ERA UMA VEZ UM BRUNCH! WISH SLOW COFFEE HOUSE

 

2017 chegou, cheio de confettis, panelas batidas à janela e muitas tradições como as incríveis passas que, engolidas com tanto sacrifício, me fizeram esquecer de pedir os desejos.
Mas e se repetirmos algumas coisas de ano para ano elas passam a tradição?
Para mim sim!

No dia de ano novo decidimos repetir o que tínhamos feito no ano anterior: receber o ano novo à mesa, todos juntos, com um brunch que nos desse o aconchego ao estômago e à alma, mas sem alinhar nos disparates já cometidos durante toda a época festiva (sim, ninguém comeu só alface por estes dias!).

Depois de muita indecisão e algumas tentativas vãs de fazer uma reserva, porque já sabíamos que a moda do brunch veio para ficar e muita gente iria começar o ano como nós, decidimo-nos pelo Wish.
Exactamente como no ano passado, mas com a missão de chegarmos mais cedo para não esperarmos muito por uma mesa.

O Wish Slow Coffee é um lugar que repetimos ao longo do ano porque o brunch fica no paladar e na memória e estamos cada vez mais adeptos desta nova forma de acordar e de conjugar pequeno-almoço tardio e almoço numa mesma refeição.
Haverá domingo mais perfeito do que uma mesa bem preenchida e um braço cheio de amigos?

O espaço é super agradável numa combinação de estilo escandinavo mas com muitos apontamentos relacionados com o conceito de slow coffee. Aliás, juntamente com o aroma das “poffertjes” (panquecas holandesas) é mesmo o cheiro a café que nos recebe logo à entrada.
E os cafés à escolha deixam mesmo a dúvida sobre o que beber, sendo que o nosso preferido é o Chemex. Experimentem, não se vão arrepender!

Mas vamos ao nosso (delicioso)  brunch!  Numa edição especial de ano novo, incluía sumo e café, sopa, iogurte com granola, uma taça de fruta, pão, croissant, manteiga, doce, nutella queijo, fiambre… e um mini salame de chocolate com marshmallowsque optei por deixar para fim para acompanhar com o café. Havia ainda o benedict a rematar um pão de pita com presunto ou salmão fumado que foi o ponto alto deste brunch. Haverá combinação mais incrível que ovos benedict e salmão fumado? Talvez não.

E se esta era uma edição especial de ano novo, o brunch está disponível nos outros dias em duas versões: pouca fome e muita fome. Mas com toda a certeza que com fome não ficam, de todo!

Mas nem só de brunch vive o Wish… há saladas que são imperdíveis, bagels e outros petiscos que para quem ainda não aderiu à moda do brunch pode sempre comer… e chorar por mais!
Lá está, o problema é escolher. Entre os vários cafés, petiscos, brunch, bolos, saladas… o problema é conseguirmos decidir com que é que nos vamos deliciar.

Na porta ao lado e também com acesso directo pelo espaço do café fica a loja Wish Concept Store. E se acharem que passaram das marcas no lado do café, não arrisquem a atravessar a linha que separa o café da loja porque do outro lado vão ser inundados de peças de design, estacionário… acessórios de decoração tão mas tão incríveis que a dificuldade vai ser, uma vez mais, resistir à tentação!
Se preferirem podem sempre optar por, mais ponderadamente, comprar na loja online, mas acreditem que a loja física merece a vossa visita e vão ficar com pena de não ter passado por lá!

Façam como eu: primeiro o estômago, horas perdidas (ou ganhas) na conversa com os amigos e depois, para rematar um bom domingo, um pulo à loja para uma ou duas coisas…. ou cinco, depende!

Agora que me conhecem neste registo de adepta fervorosa de brunch, façam-me saber: há algum lugar especial que queiram sugerir para o próximo domingo?

Vamos a isso!
Feliz 2017!


ONDE: Wish Slow Coffee House e Wish Concept Store
COMO CHEGAR: LX Factory, Rua Rodrigues de Faria 103, Espaço G.02A, 1300-501 Lisboa
O QUÊ: Brunch
QUANTO CUSTA: o brunch de ano novo custou 15€/pessoa. As outras opções sempre disponíveis têm um valor mais baixo.

2 de Janeiro de 2017

Comment